Retrospectiva Ciclovia da Pampulha


sexta-feira, 21 de junho de 2013

Esclarecimento e Sugestões Sobre às Obras da Ciclovia na Lagoa da Pampulha.


FIQUE POR DENTRO: Qual a diferença entre ciclofaixa e ciclovia?

A ciclofaixa é um espaço delimitado com faixas no chão por setas em sentido único ou não e sinalização com placas de advertência adequadas de acordo com a via.

A ciclovia é sinalizada com faixas e separada por obstáculo físico para os veículos ou até entre os próprios ciclistas, podendo ser de mão dupla ou em um só sentido. Outro fator importante que elas sejam no mesmo nível da pista de rolamento ou com desnível muito pequeno e não sobre uma calçada.
O ciclismo na Lagoa da Pampulha registra uma história mesmo antes dos monumentos existentes nela, inclusive do Estádio do Mineirão. É um espaço único e muito usado por ciclistas profissionais, desportistas, trabalhadores, estudantes e turistas e para lazer. A maioria dos usuários pedala em sentido horário, por não ter cruzamentos e pela própria posição geográfica.

Pensando nesta diversidade, defendemos a ciclofaixa como a melhor opção para quem usa bicicleta na orla, pois dessa forma veículos e bicicletas podem compartilhar o espaço com menor risco de acidentes. Os benefícios da ciclofaixa são os de que cada um organiza seu próprio espaço, é mais barata e tem maior flexibilidade em casos de mudanças no transito necessárias aos eventos que acontecem na Avenida Otacílio Negrão de Lima.
Ao colocar blocos de concreto (conhecidos por “gelo baiano”) no meio da pista, como está sendo proposto pelos engenheiros da Prefeitura Municipal e BHTrans para construção da ciclovia que, em sentido horário, começaria no PIC Pampulha (antes do Museu de Arte) e terminaria no Clube Belo Horizonte (após a Igrejinha), será inviabilizado o trânsito da maioria dos ciclistas que circulam na orla no sentido horário. Os ciclistas individuais e os grupos (pelotões coletivos) ficarão impossibilitados de passar em um lugar tão estreito com mão e contra-mão, impedindo ainda as ultrapassagens de outros ciclistas. Do contrário, eles ficarão expostos ao fluxo mais veloz de veículos e qualquer deslize na pista, seja dentro ou fora da ciclovia, os ciclistas e desportistas correm risco de graves acidentes provocados pelo choque das bicicletas com os blocos de concreto.

Antes mesmo do início das obras, foi apontado o risco de acidentes para quem circula de bicicleta na lagoa, aos órgãos responsáveis da Prefeitura. Porém tais colaborações, mesmo vindas de usuários regulares do espaço, não foram consideradas e a via já foi demarcada com as faixas para receberem os tais blocos. Depois de sua instalação, os problemas serão inevitáveis até para os veículos maiores, como motocicletas e automóveis, além dos ônibus e caminhões que possuem permissão de tráfego.
As obras, embora inacabadas, já expõem os ciclistas a risco de colisão frontal com veículos e com outros ciclistas, pois as placas de mão e contra-mão do trânsito de bicicletas já foram instaladas, ao longo do trajeto projetado para a ciclovia.

Na Savassi, as ciclovias têm se mostrado uma solução adequada, porém é importante lembrar que o número de ciclistas na região central é muito menor do que a quantidade dos ciclistas na Pampulha.
Diante disso, acreditamos que a ciclofaixa em sentido único por toda a extensão da orla da Lagoa da Pampulha é a melhor solução. Além dos benefícios já citados, a ciclofaixa permitiria que aos domingos fossem colocados cones sobre a faixa de delimitação e nos demais dias da semana os ciclistas teriam um espaço delimitado, mas sem impedir um pelotão ou um ciclista individual de ultrapassar outros ciclistas como sempre aconteceu, com mais segurança para todos compartilharem esse espaço tão frequentado por usuários de bicicleta.

SUGESTÃO: ciclofaixa em sentido único por toda orla da Lagoa da Pampulha , aos domingos colocar cones sobre a faixa contínua por toda a orla e os demais dias da semana os ciclistas terem um espaço delimitado, mas, sem impedir um pelotão ou um ciclista ultrapassar a outra como sempre aconteceu, acontece e mais segurança para todos compartilharem este espaço tão frequentado por usuários de bicicleta.
  IGNORAR O PASSADO É ENTERRAR O FUTURO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário